Equipe de Combate às Endemias realiza mobilização contra o mosquito

Mobilizar a população para o combate ao mosquito Aedes Aegypti e prevenir as arboviroses Dengue, Chikungunya e Zika. Esse é o objetivo da Semana Nacional de Mobilização contra o Aedes Aegypti. Em São Carlos, a equipe de Combate às Endemias da Prefeitura fez mutirão de limpeza nos cemitérios, orientações no comércio e na rodoviária.

A mobilização visa eliminar os recipientes com água e divulgar informações sobre as formas de combater o Aedes. “Dos três cemitérios, Nossa Senhora do Carmo, Santo Antônio e de Santa Eudóxia, retiramos quase 300 sacos de lixo de 100 litros de copos e garrafas plásticas, papel celofane, pedaços de lonas, vasos de plásticos entre outros materiais inservíveis. Os recipientes fixos foram tratados com larvicida. No comércio e na rodoviária, fizemos um trabalho de orientação para os cuidados necessários com os possíveis criadouros do mosquito”, informou Denise Scatollini, chefe da equipe de Combate as Endemias.

As condições climáticas desse período do ano favorecem a proliferação do mosquito que ao longo dos anos, se adaptou extremamente bem às condições urbanas e aperfeiçoou sua forma de reprodução.

“Queremos convocar toda a população para que nesse período de chuva e calor sejamos responsáveis para eliminar todo e qualquer recipiente que possa acumular água. Devemos tomar cuidado com as embalagens de presentes, de alimentos, latas e garrafas para que no período das chuvas eles não se tornem possíveis criadouros do  Aedes. Precisamos de todos para vencer essa batalha”, explica o coordenador do Programa Nacional de Controle da Dengue do Ministério da Saúde, Divino Martins. Ele ressalta a importância da população inserir o combate ao mosquito como parte da rotina. “A ideia é que todos tirem um dia, como o sábado, para eliminar possíveis criadouros do Aedes em casa e na rua”, explica Divino Martins.

O Aedes aegypti é um mosquito doméstico, vive dentro de casa e perto do homem. Com hábitos diurnos, o mosquito se alimenta de sangue humano, sobretudo ao amanhecer e ao entardecer. A reprodução acontece em água limpa e parada, a partir da postura de ovos pelas fêmeas em diversos criadouros.

“O combate ao Aedes é uma reponsabilidade de todos. Quem não cuida da sua casa, do seu quintal coloca em risco toda a comunidade. É preciso que a população esteja atenta aos recipientes com água que podem se tornar criadouros do mosquito”, explicou Denise Scatollini.

15 MINUTOS CONTRA O AEDES – A Campanha de Mobilização Contra o Aedes Aegypti orienta que a população determine o sábado como o dia de combate ao mosquito. Em menos de 15 minutos é possível fazer uma varredura dentro e fora da residência e eliminar recipientes com água parada.

Orientações para combate ao mosquito:

– Os materiais inservíveis devem ser colocados para coleta pública;

– Tampe os tonéis e caixa d’água;

– Mantenha o lixo em sacos bem fechados;

– Mantenha as calhas sempre limpas;

– Deixe garrafas sempre viradas com a boca para baixo;

– Deixe ralos limpos e com aplicação de tela;

– Elimine o prato de vaso de planta ou use prato justaposto;

– Limpe com escova ou bucha os potes de água para animais;

– Retire água acumulada atrás da geladeira ou da máquina de lavar roupa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.